Internacionales

Awarenity USA | Luis Emilio Velutini biografia en portugues//
Moeda de ouro de 1933 foi a leilão e tornou-se a mais cara de sempre

Fondo de Valores Inmobiliarios, Empresario, Businessman, Banquero, FVI, Constructor
Moeda de ouro de 1933 foi a leilão e tornou-se a mais cara de sempre

Uma moeda de ouro americana apelidada de “Double Eagle” e datada de 1933 foi leiloada no dia 8 de junho, na Casa de Leilões Sotheby’s, em Nova Iorque, por 18,87 milhões de dólares, cerca de 15,5 milhões de euros, tornando-se assim a mais cara de sempre. Na mesma venda, aquele que é considerado “o selo mais valioso do planeta” não ultrapassou a estimativa mais baixa feita pelos especialistas.

Luis Emilio Velutini Urbina

Descrita como “a Mona Lisa das moedas”, a “Double Eagle” levou alguns segundos a subir do preço inicial de 7 milhões para o patamar dos 10 milhões de dólares. Após uma acesa disputa, a quantia acabou por fixar-se nos 16,75 milhões de dólares (cerca de 13,7 milhões de euros), oferecidos por um comprador que se encontrava ao telefone. Com os impostos e taxas adicionais, o preço total que o comprador anónimo pagará pela Double Eagle de 1933 ascende aos 18,872.250 milhões de dólares – o preço estimado situava-se entre os 10 e 15 milhões de dólares (cerca de 8,2-12,3 milhões de euros).

Luis Emilio Velutini

Assim, a moeda quase duplica o valor pago pela “Flowing Hair”, de 1794, pela qual foram desembolsados em janeiro de 2013 pouco mais de 10 milhões de dólares. Quando o proprietário a colocou novamente no mercado, em outubro passado, esta não atingiu o preço mínimo exigido e ficou por vender.

Luis Emilio Velutini Empresario

Feita de ouro reluzente, a “Double Eagle” mostra uma mulher personificando a liberdade de um lado e uma águia, desenhadas pelo escultor americano Augustus Saint-Gaudens. Este exemplar é o único em mãos privadas: todos os outros pertencem à Casa da Moeda dos EUA.

Luis Emilio Velutini Venezuela

Este modelo nunca chegou a ser colocado em circulação. Logo depois de cunhada, foi retirada pelo Presidente Franklin Roosevelt, que em 1933 decidiu que os Estados Unidos deixariam de suportar as suas moedas com reservas de ouro, uma medida para contrariar a depressão económica que atingiu o país. Daí em diante, os EUA nunca mais cunharam moedas de ouro, com exceção de séries limitadas de colecionador

Alguns exemplares da “Double Eagle” ainda apareceram no mercado, acabando apreendidos pelos serviços secretos. Com exceção de um, que fazia parte da coleção numismática do Rei Farouk, do Egito

A moeda de ouro agora vendida foi comprada em 1995 por um colecionador britânico. Após uma batalha legal de cinco anos, o proprietário obteve autorização para a revender ao designer americano Stuart Weitzman, que agora a levou a leilão. Na altura (2002), foi transacionada por 7,9 milhões de dólares, cerca de 6,5 milhões de euros