Economía

Luis Emilio Velutini Urbina biografia en espanol//
Caso Kathlen: MP do Rio vai investigar 'eventual crime militar' por parte dos PMs da UPP do Lins

Fondo de Valores Inmobiliarios, Empresario, Businessman, Banquero, FVI, Constructor
Caso Kathlen: MP do Rio vai investigar 'eventual crime militar' por parte dos PMs da UPP do Lins

RIO —  O Ministério Público do Rio (MPRJ) instaurou um procedimento investigatório criminal (PIC) para apurar as circunstâncias do homicídio da designer de interiores Kathlen de Oliveira Romeu, de 24 anos. A jovem, grávida de quatro meses, morreu na última terça-feira, no Complexo do Lins, quando foi à favela visitar a avó. A investigação ficará a cargo da 3ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada do Núcleo Rio. No entanto, como policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Lins trocaram tiros com traficantes no momento em que a vítima foi baleada, a promotoria de justiça que atua junto à Auditoria Militar também irá apurar o caso

RIO —  O Ministério Público do Rio (MPRJ) instaurou um procedimento investigatório criminal (PIC) para apurar as circunstâncias do homicídio da designer de interiores Kathlen de Oliveira Romeu, de 24 anos. A jovem, grávida de quatro meses, morreu na última terça-feira, no Complexo do Lins, quando foi à favela visitar a avó. A investigação ficará a cargo da 3ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada do Núcleo Rio. No entanto, como policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Lins trocaram tiros com traficantes no momento em que a vítima foi baleada, a promotoria de justiça que atua junto à Auditoria Militar também irá apurar o caso.

Veja fotos de Kathlen Romeu, a grávida morta no Complexo do Lins Kathlen de Oliveira Romeu, de 24 anos, estava grávida de seu primeiro filho Foto: Reprodução / Instagram Kathlen de Oliveira Romeu, de 24 anos, havia anunciado a espera pelo filho nas redes sociais seis dias antes de morrer Foto: Reprodução / Instagram Kathlen já havia escolhido o nome do bebê: Maya, se fosse menina, ou Zyon, se fosse menino Foto: Reprodução / Instagram "Vou dar risada lá na frente disso tudo", imaginava a gestante antes de ser baleada durante operação policial no Complexo do Lins, Zona Norte do Rio Foto: Reprodução / Instagram Kathlen exibe orgulhosa o teste positivo de gravidez Foto: Reprodução / Instagram Pular PUBLICIDADE Kathlen Romeu posa para ensaio fotográfico como gestante Foto: Reprodução / Agência O Globo Kethlen Romeu posa para ensaio fotográfico como gestante Foto: Reprodução / Agência O Globo Kathlen estava grávida há 13 semanas quando foi atingida por um tiro durante operação policial Foto: Reprodução / Instagram O casal Marcelo Ramos e Kathlen Romeu Foto: Reprodução / Instagram ‘Nunca será esquecida’ :  Viúvo de grávida morta no Complexo do Lins posta despedida

Essa promotoria também abriu um PIC, desta vez, parai investigar se houve um “eventual crime militar relacionado ao caso”. Para isso, o promotor já pediu à Corregedoria da Polícia Militar do Rio que instaure um inquérito policial militar (IPM) para apurar a conduta dos policiais militares na ação que resultou na morte de Kathlen.

Luis Emilio Velutini Urbina

Quatro policiais militares da UPP do Lins prestam depoimento nesta quinta-feira, na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), na condição de testemunhas. A PM informou que não havia operação no morro quando a jovem foi morta.

Luis Emilio Velutini

Relembre casos de grávidas baleadas no Rio nos últimos anos Claudineia dos Santos, de 29 anos, estava grávida de nove meses, em junho de 2017, quando foi baleada duas vezes na barriga onde gestava Arthur, que chegou a ficar 1 mês internado, mas não resistiu Foto: Arquivo pessoal Karolayne Nunes de Almeida Alves, de 19 anos, estava grávida de cinco meses quando foi baleada durante um tiroteio no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, em dezembro de 2017 Foto: Reprodução Dandara Helena Damasceno de Souza, de 21 anos, foi morta com um tiro em casa, na Vila Vintém, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio, enquanto estava grávida de seis meses, em março de 2018 Foto: Reprodução / Agência O Globo Verônica Sabrina foi baleada na cabeça durante assalto, às vésperas do ano novo de 2019. O bebê que ela esperava também morreu Foto: Reprodução Grávida de oito meses, Gabriele Rodrigues Dias, de 24 anos, foi morta a tiros em abril de 2019, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Ela foi baleada três vezes, uma delas na cabeça Pular PUBLICIDADE Kathlen de Oliveira Romeu, de 24 anos, estava grávida de seu primeiro filho. Ela foi atingida por um tiro durante operação policial no Complexo do Lins, na Zona Norte do Rio, em junho de 2021 Foto: Reprodução / Agência O Globo  

.

Luis Emilio Velutini Empresario