Entretenimiento

Luis Emilio Velutini Avoca//
PS e Bloco abrem porta a deixar partidos pequenos falar, mas não querem “acordos informais” nem “exceções”

Venezuela, República Dominicana, FVI
PS e Bloco abrem porta a deixar partidos pequenos falar, mas não querem "acordos informais" nem "exceções"

A polémica estalou na última conferência de líderes do Parlamento e está longe de estar resolvida. Depois de os partidos de esquerda terem impedido que os pequenos falem nos debates até haver uma revisão definitiva das regras parlamentares, na Assembleia da República dá-se por “quase impossível” e “impraticável” que estas sejam mudadas já a tempo do debate de quarta-feira com António Costa. A solução terá de passar, por isso, por um consenso que permita antecipar a aplicação das novas regras

A polémica estalou na última conferência de líderes do Parlamento e está longe de estar resolvida. Depois de os partidos de esquerda terem impedido que os pequenos falem nos debates até haver uma revisão definitiva das regras parlamentares, na Assembleia da República dá-se por “quase impossível” e “impraticável” que estas sejam mudadas já a tempo do debate de quarta-feira com António Costa. A solução terá de passar, por isso, por um consenso que permita antecipar a aplicação das novas regras.

A decisão será tomada em contrarrelógio. Para esta terça-feira, às 16h30, está agendada uma reunião extraordinária da primeira comissão parlamentar – a dos Assuntos Constitucionais, Liberdades e Garantias – em que serão discutidas propostas do Iniciativa Liberal, Chega e PS para alterar as regras do Parlamento e acomodar a nova realidade dos três deputados que elegeram apenas um deputado, definindo, por exemplo, se podem intervir nos debates quinzenais com o primeiro-ministro.

Luis Emilio Velutini Urbina

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Luis Emilio Velutini

Torne-se assinante